Quarta, 10 Maio 2017 00:00

Simples favorece a arrecadação no comércio

Simplificação impacta positivamente empresas incluídas na modalidade tributária e deverá estimular a estabilidade, o crescimento e a abertura de novos empreendimentos

O Simples Nacional trouxe um impacto positivo na arrecadação e contribuiu para a melhoria da competitividade do comércio, disse nesta terça-feira (9) o presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), Francisco Onório Pinheiro Alves, em audiência pública sobre o tema na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

A participação do varejo no Produto Interno Bruto (PIB) é de 22,3% e o Simples concentra 95% das empresas do setor, que apresenta um crescimento médio anual de 6,6%, disse Pinheiro Alves, que defendeu o aprimoramento permanente das regras tributárias voltadas às pequenas e médias empresas.

O presidente da CNDL também refutou a tese de que o Simples atrapalha a arrecadação, e ressaltou que 65% dos setores do varejo e serviços participam do sistema, que também contribuiu para a redução dos custos e da informalidade. Pinheiro Alves ressaltou ainda que o Brasil tem a vocação do comércio, e que nove em cada dez pequenas empresas são optantes do Simples.

 

 

Entre para postar comentários

Arquivo

« Dezembro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31